Comente e exercite a sua mente...

Páginas

segunda-feira, 12 de abril de 2010

A morte é para quem não vive...


Morre lentamente
Quem se deixar ser incoerente
A felicidade não é bola de sabão
Ela é conquistada pela pureza da emoção

Morre lentamente
Quem vive inconseqüentemente
Sem buscar por uma paixão
E é enterrado aos poucos pela solidão

Morre lentamente
Quem vive escravo da mente
E não ouve o coração
Deixando-se ser crucificado pela razão...

9 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Morre lentamente
Quem vive escravo da mente
E não ouve o coração
Deixando-se ser crucificado pela razão...

beijooo.

Sandra Botelho disse...

Morre lentamente quem não tem um afago
Quem não tem esperança
Quem não sente como criança
Quem não escreve como Saulo Prado...

Bjos mil.

sarah disse...

Lindo, Intenso, adoro vir aqui e encontrar algo tão fantástico!

beijos.

Caipirinha da Silva disse...

belíiiiiiiiiiissimo!!!!!!!!!!!

Sonia Pallone disse...

Feliz daquele que consegue falar aos corações...Este é o seu dom!Beijos.

iracema forte caingang disse...

Lindo e verdadeiro seu poema.
BEIJÃO AMEI.

Maris Morgenstern disse...

todos morrem lentamente....

jefhcardoso disse...

Olá Saulo! Hoje é quarta-feira, uma correria. Não repare em minha visita relâmpago, mas venho lhe convidar para ler o novo capítulo de “O Diário de Bronson (O Chamado)” e deixar o seu comentário.

Retornarei com melhores modos e mais tempo. Tenha uma ótima semana. Abraço do Jefhcardoso!

√ih disse...

O amor realmente faz a gente morrer aos poucos por causa de uma grande paixão.
Mas também não podemos viver sem o amor!
Vaii entender!

Jataí-Goiás Minha Linda Cidade...

Me diga da onde você é?

Me encontre também no Twitter...

Quer ser meu amigo no Okut?É só dar um clik na imagem e me adicionar...

Related Posts with Thumbnails